top of page

Glomerulonefrite: o que é, quais os sintomas e tratamento



A glomerulonefrite consiste em uma inflamação que afeta os rins, trazendo problemas que podem comprometer a saúde do paciente.


Além de trazer prejuízos para o funcionamento desses órgãos, a condição também pode acarretar outros problemas para o organismo como um todo, o que reforça a importância do diagnóstico e tratamento adequados.


Por isso, é essencial conhecer a doença e seus sintomas, de modo que após a aparição dos primeiros indícios um médico seja consultado.

Continue a leitura e saiba mais sobre a glomerulonefrite, seus sintomas e tratamento!


O que é glomerulonefrite?


Os rins são órgãos de grande importância para o corpo humano, sendo importante estar atento ao surgimento de condições que comprometem seu funcionamento, como é o caso da hidronefrose e da glomerulonefrite.


Esta última consiste em uma inflamação que acomete a região do glomérulo, uma unidade funcional dos rins que é formada por vasos capilares, onde ocorrem tanto a filtragem do sangue quanto a produção da urina.


Entre os principais tipos de glomerulonefrite estão a primária e a secundária.

A primeira consiste em uma inflamação que acomete diretamente o glomérulo e costuma ser causada por alterações imunológicas resultantes de infecções por vírus ou bactérias.


Já a secundária não tem origem na região, estando associada à presença de outras doenças no organismo, principalmente a diabetes e a hipertensão arterial, embora lúpus eritematoso, infecção por HIV e hepatites B e C também possam estar relacionadas à condição.


Quais são os sintomas dessa doença?


A saúde dos rins impacta de diversas maneiras no organismo humano, de modo que é importante conhecer alguns sintomas associados a problemas em seu funcionamento, para que seja possível procurar um profissional e realizar um diagnóstico.


No caso da glomerulonefrite, a maior parte dos indícios observados ocorre quando se trata das infecções categorizadas como secundárias.

Entre os principais sintomas causados pela inflamação, estão:

  • Hipertensão arterial,

  • Edema nos olhos e pernas,

  • Aumento de peso devido à retenção de líquido,

  • Perda de sangue e de proteínas pela urina,

  • Cansaço e fraqueza exacerbados.

Os casos de infecção primária costumam ser assintomáticos, o que faz com que consultas regulares a um urologista se tornem parte fundamental de uma rotina mais saudável e repleta de bem-estar.


É possível tratar glomerulonefrite?


Em primeiro lugar, é importante reforçar a importância de consultar um profissional para a realização de um diagnóstico preciso do quadro enfrentado pelo paciente, para que então seja possível encontrar a melhor forma de tratamento para a sua condição.

Tratando-se de um caso de glomerulonefrite, alguns métodos podem ser adotados, a depender da gravidade da inflamação.


Assim, diminuir a ingestão de proteínas, de sal e de líquidos, além de controlar rigorosamente a pressão arterial, são medidas que podem levar ao desaparecimento da inflamação.


Por outro lado, há quadros em que o uso de medicamentos é necessário para promover uma melhora mais rápida e efetiva para o paciente.


Além disso, a recomendação de medicamentos é fundamental nos casos de infecção secundária, pois permitem tratar as doenças que deram origem à inflamação nos rins.


Ficou com alguma dúvida a respeito desse assunto? Para cuidar da sua saúde e garantir mais qualidade de vida no seu dia a dia, entre em contato e marque sua consulta conosco.

19 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page