Novembro azul: entenda a importância da prevenção


O Novembro Azul é sempre uma oportunidade de mais conscientização a respeito dos cuidados com a saúde masculina, especialmente, no diagnóstico e tratamento do câncer de próstata, que é a segunda maior causa de mortalidade entre os homens no Brasil.

Vamos entender a importância da campanha Novembro Azul e como tudo começou?


O que é Novembro Azul?


O Novembro Azul é uma campanha mundial que visa apresentar a importância dos cuidados com a saúde masculina.

Segundo dados do Prostate Cancer Foundation (PCF), um dos órgãos que realizam diversas pesquisas inovadoras sobre a doença, 1 a cada 9 homens será diagnosticado com a doença em algum momento de sua vida.

É certo que os índices aumentam com a idade. Sessenta por cento de todos os cânceres de próstata são diagnosticados em homens acima de 65 anos.

Por isso, as medidas de rastreamento (realização do PSA e o exame de próstata) para homens acima de 50 anos é nossa melhor arma.

O PCF alerta que 1 a cada 350 homens registram câncer de próstata antes dos 50 anos, mas a partir dessa década os números mudam drasticamente:

  • 1 a cada 52 homens são diagnosticados com câncer de próstata dos 50 a 59 anos;

  • 1 a cada 19 homens têm câncer dos 60 aos 69 anos;

  • 1 a cada 11 homens receberam diagnóstico de câncer de próstata acima dos 70 anos ou mais...


Como surgiu o Novembro Azul?

O 17 de novembro foi instituído como Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata. Em 2003, no mês de novembro, um grupo de amigos australianos resolveu deixar o bigode crescer para lembrar da importância nos cuidados com a saúde masculina. Fundaram o Movember, que é fruto da junção das palavras moustache (bigode) e do mês novembro.

O Movember deu tão certo que se transformou em Movember Foundation. O intuito é arrecadar fundos para estimular pesquisas de combate à doença. Diversos órgãos em mais de 20 países são beneficiados, entre eles, o próprio PCF, que já recebeu mais de US$ 50 milhões para apoiar pesquisas inovadoras, financiar prêmios e criar novas estratégias de tratamento de precisão.

A partir de 2008, o movimento chegou ao Brasil com o nome Novembro Azul. Fundado pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, teve prontamente o apoio da Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) e do Ministério da Saúde (MS). Todos os anos, a campanha aborda temas de importância para os homens, com principal foco no diagnóstico, tratamento e prevenção do câncer de próstata.

Novembro azul: campanha de prevenção

O símbolo do novembro azul (bigode Novembro Azul ou laço Novembro Azul) surge em diversos materiais que ressaltam a importância da avaliação precoce da saúde masculina, incluindo a consulta médica para realizar exames de toque retal e PSA.

A iniciativa do Movember tem total apoio dos urologistas, que são conhecidos como médicos dos homens (equivalente ao ginecologista para as mulheres).

Então, a dobradinha outubro rosa, novembro azul é uma excelente combinação que abrange doenças relevantes para ambos os sexos.

Na verdade, essa campanha de novembro ajuda os homens a lembrar que precisam se espelhar mais no comportamento preventivo de suas mulheres, que costumam frequentar médicos desde a puberdade, quando entram no ciclo reprodutor.

As mulheres, sempre mais precavidas, costumam visitar os médicos e realizar exames periodicamente. Já faz parte do hábito e da cultura do mundo feminino. Isso tem um grande impacto na saúde delas.​

Por outro lado, estatisticamente sabemos que mais da metade dos homens (51%) até os 35 anos nunca foram ao urologista. Por que será? Por acaso eles não têm doenças? Ou menos ainda: será mesmo que não têm dúvidas genitourinárias?

As estatísticas comprovam que não. A mensagem do Novembro Azul é sempre a necessidade de conscientização dos homens para sua saúde.

Conclusão

É importante que os homens, quando vejam as ideias criativas para o Novembro Azul percebam a importância de se cuidar. Vou citar apenas alguns motivos importantes para frequentarem o urologista com periodicidade:

  • Diagnosticar o câncer de próstata de forma precoce, o que favorece os tratamentos;

  • Diagnosticar o tumor de testículo;

  • Evitar e tratar DSTs (Doenças Sexualmente Transmissíveis);

  • Disfunção Sexual Erétil;

  • Alterações Penianas e Escrotais.

​E, mesmo nos casos de pacientes sadios, reforça-se a busca por autoconhecimento. Afinal, como saber se há alterações se você não sabe o que é normal? É bom lembrar que no Novembro Azul, prevenção é uma das chaves para se conhecer.


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo